Os mais lidos da semana

Saiba tudo sobre os incisivos

Uma característica para distinguir o lado de um incisivo central é o arredondamento que ele apresenta, mais acentuada na distal. Como exemplo temos na figura ao lado um incisivo central do lado esquerdo indicando este arredondamento (seta vermelha).


Podemos notar que no incisivo lateral inferior há uma maior inclinação para a lingual da face vestibular, isto em relação ao incisivo central inferior que apresenta menor inclinação. Podemos utilizar esta característica para diferenciar ambos elementos em uma mesma arcada.Veja a figura a seguir.


Note atentamente que o ângulo disto-incisal do incisivo lateral inferior é arredondado, como já tinhamos indicado anteriormente, quando falamos da borda incisal devemos notar também uma leve inclinação para a distal.

Na figura a seguir podemos notar o ângulo disto-incisal, este ângulo geralmente tende a ser mais arredontado que o ângulo mesio-incisal, é importante notar este ponto pois isto fará que o incisivo lateral inferior tome um aspecto mais natural e harmônico na face vestibular.

Podemos notar que no incisivo lateral inferior a borda distal é mais convergente para o colo, como indicada na figura a seguir, esta convergência ou curvatura ligeiramente acentuada na borda distal dá ao incisivo lateral inferior o seu aspecto característico.

O incisivo lateral inferior tem algo muito curioso, analisando de perto vemos que proporcionalmente é maior que o incisivo central inferior. Isto não deve ser descuidado pois é importante no aspecto estético, vemos também que o formato vestibular é trapezoidal, diferente do incisivo central inferior .Observe a figura abaixo:

As bordas proximais convergem para o colo onde esta convergência é maior do que o incisivo central superior, isto dá ao incisivo lateral superior o aspecto triangular na face vestibular.

As bordas proximais tendem ao paralelismo dando a característica deste dente ( aspecto mais longilineo ou menor ).

Note que a borda incisal deste elemento tende a ser retilíneo.

Podemos notar no incisivo central inferior uma inclinação da face vestibular para o sentido lingual isso porque na oclusão ideal ou pretendida o incisivo central superior cobre o incisivo inferior.

Apresenta um aumento de esmalte (cíngulo) na face lingual mas de um modo mais discreto ou menos proeminente do que o incisivo central superior.

Comparativamente o incisivo central inferior é menor do que o incisivo lateral inferior na mesma arcada.

A curvatura cervical do incisivo central se apresenta mais nítida na face mesial. Esta curvatura é mais acentuada na face mesial em todos os dentes.

A borda mesial do incisivo lateral é maior que a borda distal, isto acontece porque o ângulo disto incisal deste elemento é mais arredondado conferindo esta desigualdade no tamanho das bordas.

No momento de esculpir ou desenhar o incisivo lateral é necessário levar em conta o tamanho, onde o incisivo lateral é menor que o incisivo central, isto é muito importante devido a estética. Nas restaurações é fácil confundir a escultura deste elemento, pois suas características lembram muito o incisivo central.

É interessante notar que a face vestibular do incisivo lateral superior é de aspecto trapezoidal tendendo a triangular. Esta figura geométrica irá auxiliar no desenho deste elemento.

O ângulo disto incisal do incisivo central apresenta um arredondamento maior do que o ângulo mesio incisal, e comparando com o incisivo lateral este ângulo disto incisal é mais discreto.

O cíngulo do incisivo central é formado indiretamente pelos rebordos proximais, como podemos ver na figura com a seta amarela indicando os rebordos.

Pela face vestibular do incisivo central podemos perceber que há uma evidente curvatura na cervical do dente em relação à borda incisal, como mostrada na figura ao lado.

O incisivo central vista da face vestibular é comparada a um trapézio, esta forma é interessante observar pois auxilia muito no momento de desenhar este dente.

Veja também os mais lidos da semana:
Cúspides dos primeiros molares inferiores
Ponte de esmalte 1º molar superior
Primeiro molar superior
Primeiro molar inferior - cúspides

Acesse o blog de escultura dental pelo celular

Agora você pode acessar o blog de escultura dental no seu smartphone, basta usar o leitor de código para android que geralmente já vem instalado em todo celular com o sistema Android.
É fácil, abra o programa no seu celular e aponte para a imagem ao lado, sim essa mesma, em preto e branco e pronto!
O blog irá se adaptar ao seu celular e você poderá estudar de forma fácil e dinâmica em qualquer lugar.
Faça um teste agora mesmo.

O blog de escultura dental, agora no Top 100


O blog com certificado TopBlog! Com a ajuda de todos conseguimos o reconhecimento e o blog recebeu o certificado Top 100 na categoria de saúde.

Caracteristicas que determinam o lado dos premolares na face vestibular

Muitas vezes nos deparamos com a necessidade de determinar o lado de um elemento, isso geralmente acontece no momento da escultura do premolar ou qualquer outro elemento isoladamente. Alguns pontos devem ser observados no momento de determinar o lado dos pré-molares, os autores de referencia neste blog agrupam de modo didático estas características, aqui irei ilustrar que ao analisar cada premolar na face vestibular podemos notar algumas caracteristicas entre estes elementos:

1.Vemos que a borda distal tende mais para o colo que a borda mesial.

2.Como disse no primeiro ponto, a convergência da borda distal para o colo faz com que a borda mesial fique menor em relação a borda distal.

3.O ponto mais alto ou o pico de uma cúspide é chamada de crista, esta crista no premolar tende mais para o meio do elemento, ou melhor, a crista toma um posição mais centralizada ;

Face oclusal do 2° Premolar inferior - sulco

Os autores utilizados na referência descrevem uma característica que podemos notar na face oclusal do segunto premolar inferior,  a forma em que o sulco do segundo premolar é desenhado na face oclusal, este sulco conhecido como sulco ocluso-lingual toma uma forma de "Y", além de ser um sulco mais extenso, diferente do sulco que se forma no primeiro premolar inferior, note que na figura abaixo está demarcado o sulco descrito aqui:

04 - caracteres diferenciais entre o primeiro premolar e segundo premolar inferior
Sulco demarcado em vermelho

Face oclusal 2º Premolar inferior

Na face oclusal do segundo premolar inferior há três cúspides, uma cúspide situada no sentido mais vestibular, e duas na região lingual.Ainda podemos distinguir cada uma das cúspides situadas na região lingual dividindo em cúspide disto-lingual e cúspide mesio-lingual.

Face vestibular do 1° premolar inferior

A face vestibular do primeiro premolar inferior é descrito com uma acentuada inclinação desta face para o sentido lingual, distinto do segundo premolar inferior onde esta inclinação é mais discreta como mostrada na figura abaixo:

Caracter diferencial 1° e 2° prémolar inferior

Notar as principais diferenças que distinguem um primeiro prémolar inferior de um segundo prémolar inferior será de grande utilidade no momento da reconstrução do elemento na arcada dentária, irei ilustrar aqui a uma diferença mencionada nos livros de referência e que determinam a desigualdade entre estes elementos (primeiro prémolar inferior e o segundo prémolar inferior).
O primeiro prémolar inferior é menor em todos os aspectos, assim podemos identificar que a construção ou confecção da arcada deve obedecer uma ordem crescente.